Seminário Som+Imagem

Publicamos e-mail recebido via lista da Compós…

Prezada(o)s,

Gostaria de convidá-la(o)s e solicitar ajuda para divulgação do evento abaixo.

Muito obrigada!

Abraços,

Simone Pereira de Sá

Coordenadora do PPGCOM-UFF

http://www.uff.br/ppgcom

II SEMINÁRIO INTERNACIONAL CULTURA DA MÚSICA: SOM+IMAGEM

Realização:

Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (PPGCOM-UFF) e Globo Universidade

Objetivos:Desde o pioneirismo do cinema, passando pela televisão e pelas novas mídias, a atualidade é marcada muito fortemente pela centralidade da cultura audio-visual. Entretanto, pouco se problematiza o lugar e a contribuição específica do som e da música para a construção deste imaginário. Um exemplo é a noção muito difundida e naturalizada de que é possível assistir a um produto audio-visual sem áudio mas não sem imagens.

Estudos recentes oriundos do campo dos Sound Studies – Estudos de Som – têm colaborado decisivamente para desnaturalizar a relação som-imagem, analisando em profundidade o papel das tecnologias sonoras dentro da cultura áudio-visual. Da mesma forma, no campo específico dos estudos de cinema, idéias anteriores sobre a preponderância das imagens sobre os sons vêm sendo substituídas por um entendimento mais claro sobre os papéis do som nos filmes.

O II Seminário Internacional Cultura da Música: som + imagem pretende introduzir entre nós esta temática ainda pouco abordada no Brasil, a partir do ponto de vista de pesquisadores internacionais e nacionais reunidos para discutir as diversas formas de articulação do universo da cultura sonora e musical com o universo das imagens.

Como programa complementar ao evento, a Cinemateca do MAM organizou uma mostra de filmes que ilustram, refletem e problematizam as questões que serão debatidas no Seminário.

Seminário:

Dias 02 e 03 de junho de 2011, das 14 às 19 horas.

Auditório da Cinemateca do MAM – Museu de Arte Moderna

Aterro do Flamengo s/n– Rio de Janeiro

Informações e inscrições (gratuitas, sujeitas á capacidade de 120 pessoas do auditório): http://seminarioculturamus.blogspot.com

Twitter: @culturadamusica

Programação

02 de junho

14.00 – 15.30h – Mesa I: Videoclipe e performances musicais

Palestrantes: Thiago Soares (UFPB); Fernando Gonçalves (UERJ); moderação Ariane Holzbach (Gama Filho/UFF)

15.30 – 17.00h – Mesa II: Filmes musicais

Palestrantes: João Luiz Vieira (UFF); Ângela Prysthon (UFPE) – moderação Simone Pereira de Sá (UFF)

17.00-17.30h -coffee-break

17.30h : Palestra de Will Straw (Mc Gill University):

Palavras, canções e carros: Músicas de abertura e as sequências de créditos nos filmes

Words, Songs and Cars: Title songs and movie credit sequences

03 de junho- sexta-feira

14.00 – 16.30h

Mesa III

O som no cinema – Ney Carrasco (Unicamp); Susana Reck Miranda (UFSCar); Eduardo Santos Mendes (USP) – moderação Fernando Morais da Costa (UFF)

16.30-17.00h

Coffee-break

17-18.30h -Mesa IV

Paisagens sonoras para além do cinema: games, televisão; espaço urbano – André Pase (PUC-RS); Ricardo Ottoboni (TV Globo); Leandro Araujo (projeto: Reações Musicais-BH) – moderação José Claudio Castanheira (UFSC)

Concepção e organização:

Coordenação geral – Simone Pereira de Sá – Professora do Departamento de Estudos Culturais e Mídia e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense.

Fernando Morais da Costa. Professor do Departamento de Cinema e Vídeo e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense. É autor de O som no cinema brasileiro (Rio de Janeiro: 7Letras, 2008)

Equipe organizadora:

Simone Pereira de Sá (UFF)

Fernando Morais da Costa(UFF)

José Claudio Castanheira (UFSC)

Ariane Holzbach (UFF/Gama Filho)

Roberto Robalinho (UFF)

Carlos Eduardo Pereira (MAM/UFF)

Arte gráfica e produção de conteúdo: Enio Graeff e Natalia Ribeiro – alunos do Curso de Mídia UFF

Apoio: CAPES; LabCult (Laboratório de Pesquisas em Culturas Urbanas e Tecnologias); ECIN- curso de Mídia-UFF; Cinemateca do MAM (Museu de Arte Moderna); LCC-UFF (Laboratório de Livre Criação)

Programa da Mostra de Cinema: de 04 a 12 de junho, no mesmo local

sab 04

16h – Alexandre Nevsky (Aleksandr Nevskii) de Sergei Eisenstein. URSS, 1938. Com Nikolai Cherkassov. Nikolai Okhlopkov, Alexander Abrikossov. Legendas em português. 112’. Cópia em DVD.

No século XIII, príncipe russo derrota invasores germânicos. O filme tem músicas originalmente compostas por Sergei Prokofiev, num dos mais importantes exemplos de musica para cinema da história.

Classificação indicativa – livre.

18h – Terra de Bravos (Home of the brave) de Lauri Anderson. EUA, 1985. Com Laurie Anderson, Joy Askev, Adrian Belew. Legendas em português. 92’.

Concerto criado, executado e filmado por Laurie Anderson em Nova Jersey, em julho de 1985. Anderson combina instrumentos tradicionais com sons eletrônicos, discutindo a posição do ser humano no mundo da tecnologia.

Classificação indicativa – 14 anos.

dom 05

16h – O Descobrimento do Brasil de Humberto Mauro. Brasil, 1936. Com Alvaro Costa, João de Deus, Manoel Rocha. 60’.

O descobrimento do Brasil a partir da carta de Pero Vaz de Caminha. O filme é um dos mais importantes exemplos de música no cinema brasileiro com composição de Heitor Villa-Lobos.

Classificação indicativa – livre.

18h – Uma mulher é uma mulher (Une femme est une femme) de Jean-Luc Godard. França, 1961. Com Anna Karina, Jean-Paul Belmondo, Jean-Claude Brialy. Legendas em português, 84’.

Uma dançarina de strip-tease quer persuadir o seu namorado a ter um filho. O gênero musical é a referência cinematográfica desse filme.

Classificação indicativa – 14 anos.

qui 09

18h30 – O Mandacaru vermelho de Nelson Pereira dos Santos. Brasil, 1961. Com Nelson Pereira dos Santos, Mozart Cintra, Ivan de Souza. 78’.

Filme de aventuras no sertão nordestino com trilha sonora de Remo Usai, uma dos mais importantes compositores do cinema brasileiro.

Classificação indicativa – livre.

sex 10

18h30 – Those awful hats de David Wark Griffith. EUA, 1909. 3’. That chink at golden gulch de D. W. Griffith. EUA, 1910. 10’. Conscience de D. W. Griffith. EUA, 1910. 10’. Was He a coward? de D. W. Griffith. EUA, 1910. 11’. The Spanish gipsy de D. W. Griffith. EUA, 1911. 10’. The lonedale operator de D. W. Griffith. EUA, 1911. 10’. Intertítulos em inglês. Sessão com acompanhamento de piano ao vivo por Cadu.

Sessão com curtas metragens dirigidos por Griffith na companhia produtora Biograph com acompanhamento musical ao vivo.

Classificação indicativa – livre.

sab 11

16h – The Animator as Musician / L’animateur musicien de Éric Barbeau. Canadá, 2005, 5’. Workshop Experiments in Animated Sound (test) Canadá, 1957, 5’. Loops / Boucles U.S., 1940, 3’. Sem falas. Pen Point Percussion / À la pointe de la plume Canadá., 1951, 6 ‘. Neighbours / Voisins Canadá., 1952, 8’. Sem falas. Animated Sound Test Canadá., 1950 version, 3’. Sem falas. Le merle rehearses (unfinished film) Can., late 1950s, 3 ‘. sem falas. Canon (dir.: N. McLaren and Grant Munro) Can., 1964, 9’. Sem falas. Korean Alphabet Can., 1967, 7’. Sem falas. Synthetic Music experiments / Expérimentation de musique synthétique (test) Can., 1950s, 5’. Sem falas. Mosaic / Mosaïque (dir.: N. McLaren and Evelyn Lambart) Can., 1965, 5’. Sem falas. Test A for Synchromy Can., 1960s, 1’. Sem falas. Test B for Synchromy Can., late 1960s, 3’. Sem falas. Synchromy / Synchromie Can., 1971, 7’. Sem falas. Cópia em DVD.

Programa de filmes de animação de Norman McLaren onde a música e o universo sonoro têm papel preponderante. Classificação indicativa – livre.

dom 12

16h – Cidade Nua (Naked City) de Jules Dassin. EUA, 1948. Com Barry Fitzgerald, Howard Duff e Dorothy Hart. Legendas em português. 96’. Cópia em DVD.

Semi-documentário sobre Nova Iorque e sua população, com uma trilha sonora primorosa, composta por Miklós Rósza, um dos mais importantes compositores da época de ouro de Hollywood.

Classificação indicativa – 14 anos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.